Redes Sociais:
HomeOpinião“Brasilia é agora também, e cada vez mais, a minha cidade!”

“Brasilia é agora também, e cada vez mais, a minha cidade!”

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) atribuiu o título de cidadão honorário de Brasília ao pianista português Adriano Jordão que, durante oito anos, exerceu a função de conselheiro cultural da Embaixada de Portugal no Brasil, tendo criado estreitos laços com a capital. “Oito anos ricos de experiência, de dádiva múltipla, um verdadeiro ato de Amor! Amo Brasilia. amei em Brasilia e agora Brasilia retribui dando-me esta distinção tão significativa!”, escreve Adriano Jordão em depoimento ao Portugal Digital.


Adriano Jordão*


O depoimento de Adriano Jordão:

“Cheguei a Brasilia pela primeira vez há mais de 40 anos…
Lembro-me da cor vermelha da terra, da poeira levantada, dos edifícios em acabamento.

E lembro-me também do fascínio pela beleza da concepção urbanística e o deslumbramento da arquitectura.
Lembro-me também da efervescência intelectual e da sensação de um mundo novo em movimento com ideias arrojadas, algumas loucas outras hoje absolutamente enraizadas nesta nova sociedade em que vivemos!
Era a UnB de Agostinho da Silva a Darcy Ribeiro. O Mundo do ¨Sonho no Poder¨….

E foi com Claudio Santoro dirigindo que me apresentei no então novíssimo Teatro Nacional.
Não poderíamos na altura saber que ,mais tarde, quando com Silvio Barbato, com Ira Levin, com Manuel Ivo Cruz, com Cesário Costa,com Claudio Cohen eu iria aparecer na sala que tem hoje o nome dessa grande figura da Música brasileira, que foi Claudio Santoro!

E com eles toquei Chopin, Beethoven, Ravel, Cesar Franck, Mozart…

E foi com a ¨nossa¨orquestra que me apresentei em Roma, concerto open air na Piazza Navona num célebre 7 de setembro, tocando a versão concertante da Fantasia sobre o Hino Nacional Brasileiro de Louis Moreau Gottschalk.
Que foi repetido em Lisboa, no Mosteiro dos Jerónimos, e,um ano mais tarde , no célebre Ateneul Roman de Bucareste. a convite do Embaixador Jeronimo Moscardo.

E em todos estes momentos não se me parecia concebível que eu viesse a viver em Brasilia….!
Mas vim!

Oito anos ricos de experiência, de dádiva múltipla, um verdadeiro ato de Amor!

Amo Brasilia. amei em Brasilia e agora Brasilia retribui dando-me esta distinção tão significativa! Sou, finalmente, de todo o direito, Cidadão de Brasília, e com toda a honra me orgulho de cada vez mais defender este extraordinário ato de empreendorismo em que ao arrojo político de Juscelino se juntaram o génio de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer.

Brasilia é agora também, e cada vez mais, a minha cidade!

Adriano Jordão, português, é pianista e foi, durante quase oito anos, conselheiro cultural na Embaixada de Portugal em Brasília.

Nenhum comentário

Deixe um comentário