Redes Sociais:
HomeNotíciaEconomia e NegóciosEDP arremata Lote 1 em leilão de transmissão

EDP arremata Lote 1 em leilão de transmissão

Partilhar

Companhia conquistou o maior lote do Leilão 01/2021, com investimento referência ANEEL superior a R$ 400 milhões. “Queremos agregar nosso know-how em gestão de grandes projetos de infraestrutura e na antecipação da entrega de obras, contribuindo assim, com fortalecimento do sistema elétrico brasileiro”, destaca João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil.


Divulgação


João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil


A EDP, companhia que atua em toda a cadeia de valor do setor elétrico, conquistou o Lote 1 do Leilão de Transmissão 01/2021, realizado nesta quarta-feira (30) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A Empresa estima uma receita anual permitida (RAP) adicional de R$ 38,6 milhões, através da construção de 350 quilômetros de redes de transmissão e uma subestação integrada ao Sistema Elétrico Nacional.

O resultado no leilão reforça a presença do Grupo EDP no Brasil e a aposta estratégica da Companhia de investimentos em Redes (Distribuição e Transmissão), em linha com o definido no Plano Estratégico de 2021 a 2025, resultando em rentabilidade adequada e risco controlado. O investimento referência ANEEL é superior a R$ 400 milhões.

O Lote 1 beneficiará os estados do Acre e Rondônia, gerando mais de 846 empregos diretos.  Com a aquisição do novo lote, a EDP chega a 1.924 quilômetros em seu portfólio de transmissão. A construção do empreendimento contribuirá para o sistema de transmissão e atendimento de carga, garantindo a segurança energética na cidade de Rio Branco (AC), e posteriormente nas demais localidades do Acre e Rondônia, tais como as cidades de Acrelândia, Plácido de Castro, Senador Guiomard (AC) e Porto Velho (RO).

“O segmento de redes (Transmissão e Distribuição) é uma das prioridades para o crescimento da Companhia no país nos próximos anos. A aquisição do Lote 1, por meio do leilão da Aneel, demonstra a execução do Plano Estratégico 2021-2025, o qual  prevê o investimento de R$ 10 bilhões nos principais segmentos de atuação da EDP no Brasil. Queremos agregar nosso know-how em gestão de grandes projetos de infraestrutura e na antecipação da entrega de obras, contribuindo assim, com fortalecimento do sistema elétrico brasileiro” destaca João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil.

Investimentos em Transmissão

A Companhia já investiu R$ 3,6 bilhões em obras e projetos de Transmissão, representando 83% de execução do CAPEX total. Serão R$ 4,3 bilhões até o fim de 2021 para a construção de mais de 1,5 mil quilômetros de linhas e de sete subestações nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo.

No primeiro semestre, a Companhia iniciou a operação parcial de suas linhas de transmissão (Lotes Q e 21) e subestações em Santa Catarina. Em março, a Empresa iniciou operação da linha de transmissão e de subestações no Maranhão referentes ao do Lote 07, adquirido no Leilão Aneel n.º 005/2016.

Até o momento, a EDP concluiu com antecedência, a construção de dois empreendimentos. Em agosto de 2020, foi finalizado o Lote 11 do Leilão Aneel n.º 005/2016, composto por duas linhas de transmissão que totalizam 203 quilômetros de extensão e beneficiam o estado do Maranhão. No fim de 2018, a EDP concluiu a construção do Lote 24, no Espírito Santo. O empreendimento compreende 113 quilômetros de linha entre os municípios de Linhares e São Mateus, no norte capixaba, além da subestação São Mateus II.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, além de atuar em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Foi eleita em 2020 a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em Governança e Sustentabilidade, estando há 15 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.


Partilhar