Redes Sociais:
HomeNotíciaSociedadeFestival de balonismo regressa ao Alentejo após interregno devido à pandemia

Festival de balonismo regressa ao Alentejo após interregno devido à pandemia

Partilhar

O Festival Internacional de Balões de Ar Quente regressa ao Alentejo, em novembro, com a participação de várias equipas europeias, após um ano de interregno devido à pandemia da covid-19, anunciou a organização.


Portugal Digital com Lusa


Foto: TV Europa/Reprod


Promovido pela empresa Publibalão, em colaboração com o “Alentejo sem Fronteiras – Clube de Balonismo”, a 24.º edição do festival, o mais antigo do género em Portugal, vai decorrer em várias localidades do distrito de Portalegre, entre os dias 08 a 14 de novembro.

“Este ano, devido à pandemia, vamos limitar as inscrições, contando com a participação de entre 30 a 35 balões no máximo”, explicou Aníbal Soares, da organização.

Na presente edição, além da participação de pilotos portugueses, são esperados também balonistas oriundos de vários países europeus, como Alemanha, Bélgica, Inglaterra, França, Espanha e Holanda.

De acordo com o responsável, está ainda “em dúvida” a participação nesta edição do festival de duas equipas oriundas do continente americano, nomeadamente uma do Brasil e outra do Canadá.

Este ano, o festival decorre na Fundação Abreu Callado, em Benavila (Avis), Fronteira, Monforte e Ponte de Sor, esperando ainda a organização anunciar, até ao arranque do evento, outras localidades interessadas em participar na iniciativa.

Além de realizar voos cativos, o festival tem para oferecer, diariamente, voos livres (as habituais viagens de balão), mediante a aquisição de uma pulseira.

Durante o Festival Internacional Balões de Ar Quente, os voos vão estar associados a campanhas solidárias a favor dos bombeiros dos concelhos aderentes.

O festival vai contar ainda com espetáculos noturnos, os denominados “Night Glow”, em que os pilotos preparam os seus balões como se fossem descolar, mas estes ficam presos a alguns metros do chão, onde as chamas libertadas intercaladamente pelos queimadores criam um espetáculo visual.

O Festival Internacional de Balões de Ar Quente, o maior e mais antigo do género em Portugal, tem raízes no distrito de Portalegre e serviu de base para a abertura, em 2012, da primeira escola do país para pilotos de balões de ar quente, em Fronteira.


Partilhar
Escrito por: Portugal Digital