Redes Sociais:
HomeNotíciaTurismoPolícia prende 12 carteiristas em Lisboa no espaço de uma semana

Polícia prende 12 carteiristas em Lisboa no espaço de uma semana

Polícia de Segurança Pública deteve carteiristas entre os 22 e os 50 anos de idade, vários dos quais por assaltos a turistas na capital portuguesa.


Portugal Digital com Lusa


A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lisboa, através da Divisão de Investigação Criminal, deteve 12 carteiristas, com idades entre os 22 e os 50 anos, no espaço de uma semana, anunciou a PSP.

Em comunicado, a PSP avança que a primeira detenção foi efetuada na passada quarta-feira, na freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, onde dois homens e uma mulher roubaram um telemóvel no valor de 700 euros a um turista, que, entretanto, foi devolvido.

Já na quinta-feira, um homem e uma mulher foram detidos na estação de metro dos Anjos, na sequência de um furto de uma carteira que continha 100 euros, dinheiro entretanto devolvido à vítima, segundo a mesma nota.

A terceira detenção ocorreu na segunda-feira, no interior do elétrico 15, onde duas mulheres roubaram uma carteira no valor de 50 euros que continha documentos e 105 euros em dinheiro.

Na terça-feira, a PSP deteve um homem e uma mulher, na freguesia de Santa Maria Maior, que furtaram uma carteira a uma turista, que continha 5,70 euros em dinheiro e documentos, tendo os valores sido apreendidos e entregues à vítima.

Por fim, dois homens e uma mulher foram detidos hoje no Pátio Dom Fradique, depois de terem roubado uma carteira e um telemóvel a uma turista, bens avaliados em 404 euros.

Para além dos 12 detidos, foram identificados ao longo deste período 17 carteiristas, informa a PSP no comunicado.

A mesma nota dá conta ainda que todos estes suspeitos possuem antecedentes criminais pelo mesmo tipo de ilícito, sendo que três deles encontram-se a aguardar presença à Autoridade Judiciária do Tribunal da Comarca de Lisboa e aos restantes nove foram aplicadas medidas de coação não preventivas da liberdade.

Compartilhar

Escrito por: Portugal Digital

Nenhum comentário

Deixe um comentário