Redes Sociais:
HomeNotíciaPolíticaPS não gostou de relatório do Tribunal de Contas sobre gastos de parlamentares

PS não gostou de relatório do Tribunal de Contas sobre gastos de parlamentares

O líder parlamentar do Partido Socialista (PS) português, Carlos César,  considera que o recente parecer do Tribunal de Contas sobre gastos dos deputados excedeu em alguns aspetos as suas competências, fazendo considerações de natureza política.


Portugal Digital com Lusa


                         Carlos César, líder parlamentar do PS

Carlos César assumiu esta posição depois de confrontado pelos jornalistas com o teor do mais recente parecer do Tribunal de Contas, em que se alerta para riscos de fraude fiscal com o sistema de viagens dos deputados e em que se aponta para situações de falta de rigor nas despesas dos deputados e de um direito ilegal de benefício de seguro de saúde.

“O Tribunal de Contas faz considerações de natureza vária, algumas excedem até as suas competências, porque são de avaliação política. Em todo o caso, há considerações que devem ser vistas e objeto de tratamento do grupo de trabalho já nomeado em conferência de líderes”, respondeu o presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Carlos César disse depois que, pela parte da bancada socialista, estas matérias serão objeto de ponderação.

“Nos casos em que for obrigatório seguir um determinado procedimento, então é esse procedimento que será seguido. No caso das recomendações, o parlamento deve avaliá-las com sentido de responsabilidade”, declarou aos jornalistas.

Ainda em relação caso concreto do relatório do Tribunal de Contas, Carlos César disse que, “além do contraditório que a Assembleia da República já fez chegar” àquela instituição, “o PS, pela sua parte, reavaliará todas as matérias”.

Nenhum comentário

Deixe um comentário