Redes Sociais:
HomeNotíciaSociedadeRússia com segundo recorde consecutivo de mortes por covid-19 em 24 horas

Rússia com segundo recorde consecutivo de mortes por covid-19 em 24 horas

Partilhar

A Rússia registou nesta quarta-feira (30) 669 novas mortes por covid-19, o segundo recorde consecutivo, revelam os dados publicados hoje pelo centro operativo de luta contra o coronavírus.


Portugal Digital com Lusa


O recorde de hoje ultrapassa o máximo registado na terça-feira, de 652 mortes por covid-19 no país.

Moscovo e São Petersburgo, as duas cidades mais afetadas pela pandemia no país, registaram 117 e 111 mortes, respetivamente, nas últimas 24 horas.

São Petersburgo, no norte, recebe na sexta-feira os quartos-de-final do Euro2020, entre Suíça e Espanha.

Oficialmente, 135.214 pessoas morreram até hoje na Rússia devido ao novo coronavírus, embora a agência oficial de estatísticas reconheça um valor de mortalidade acima de 450.000 desde o início da pandemia.

No total, a Rússia registou 21.042 novos casos de coronavírus num dia, 5.823 em Moscovo e 1.503 em São Petersburgo.

As autoridades estimam que 90% das novas infeções se devem atualmente à variante Delta do novo coronavírus, que foi inicialmente detetada na Índia.

Na terça-feira, a agência nacional de proteção do consumidor, Rospotrebnadzor, anunciou que a Rússia registou o primeiro paciente com a variante Delta Plus, inicialmente detetada no Nepal.

A eficácia da vacina russa anti-covid Sputnik V contra a variante Delta é de aproximadamente 90%, disse na terça-feira Denís Logunov, vice-diretor do Centro Gamaleya, que desenvolveu o fármaco.

Até hoje, foram vacinadas 22,7 milhões de pessoas contra a covid-19 na Rússia.

Com 5.514.599 casos positivos registados desde o início da pandemia, a Rússia é o quinto país do mundo com mais casos, após os EUA, Índia, Brasil e França.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.925.816 mortos no mundo, resultantes de mais de 181 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Partilhar
Escrito por: Portugal Digital